Uma das categorias mais expressivas do Rally Cerapió – Piocerá, a moto novato, pela grande quantidade de inscritos e pela motivação com que eles encaram toda a grandeza do rali é sempre motivo de destaque, em meio às grandes estrelas do off-road nacional. A motivação, o impacto, o frio na barriga, a adrenalina são sempre as primeiras sensações de um estreante em rali. Assim também foi para o campeão dessa categoria no Rally Piocerá desse ano, o pernambucano Misael Araújo Amariz, de Santa Maria da Boa Vista. “Até hoje a ficha não caiu. Nunca havia corrido um campeonato inteiro, nunca havia ganhado uma grande prova e nem sabia navegar tão bem”, disse o jovem técnico agrícola, de 21 anos, que trabalha na propriedade rural da família e daí resolveu colocar o nome de Suínos em sua equipe, que só teve ele mesmo como piloto e dois primos no apoio.

Misael caiu quase que de paraquedas no Rally Piocerá, quase, pois ele entrou na prova mesmo foi numa Honda CRF 230. Mas o fato é que o jovem piloto que tinha menos de dois anos de experiência em provas só encarou o maior rali de regularidade das Américas porque participou do Rally Transbahia, no ano passado, e ganhou no sorteio a inscrição para o Piocerá. “Fiz a estreia pensando em ficar entre os dez e fui também devido o rali ser muito bem falado, pela parte técnica ser muito bonita e elaborada. Quando vi, estava no pódio. Depois do Piocerá vem dando tudo certo pra mim, a prova me deu sorte. Agora vou voltar na categoria júnior”, disse o campeão.

                Parece mesmo que o troféu de campeão trouxe sorte para o pernambucano, pois já é campeão baiano de enduro de regularidade por antecipação, isso porque ele afirma que o campeonato pernambucano praticamente não acontece em sua região e nem conta com muitas etapas. “No campeonato baiano, já sou campeão na categoria novato por antecipação; falta uma prova, o Enduro do Axé, em Lauro de Freitas, dia 29 de novembro. Treino também com amigos de Petrolina, mas os enduros na Bahia são mais fortes e também mais próximos da minha cidade”, explicou.

                Misael sabe que a partir de 2014 as coisas serão diferentes, pois a categoria Júnior já começa a traçar um perfil menos amador e o nível técnico além de mais elevado é mais nivelado. “Aqui na minha região só tem pedra, o terreno é muito diferente do que vai ser no Cerapió. Acredito que vai ser difícil para mim. O Cerapió é um grande evento, é espetacular. Fiquei muito feliz de participar, até mesmo tinha uns pilotos amigos que iam e sempre tive vontade. Pretendo ser campeão novamente, mas farei o possível para ficar entre os cinco”, reconhece e traça a meta.

 

Misael diz que vem intensificando os treinos e já começou até a disputar provas na categoria júnior, para testar seu nível técnico. Uma delas foi o Enduro do Mel, etapa do Piauiense de Enduro, no Sul do Piauí, recentemente, na qual obteve a 3ª colocação. Ele já está até pensando em trocar de moto para subir de categoria em 2014, a dúvida está entre uma Sherco ou KTM. “Vai ser tudo novo e diferente, mas espero que o Cerapió me traga sorte novamente, já que tenho treinado muito e estou motivado”, garante.

 

Aldeia Com.

Notícias mais recentes

14/11/2018
Presidente da CBM, Firmo Alves, confirma participação na Moto Turismo do Rally Piocerá 2019
02/11/2018
Cearense de Rally Team vem com 13 veículos para o Rally Piocerá 2019
26/10/2018
Prova de bikes do Rally Piocerá desafia atletas de diversas categorias
23/10/2018
Participantes de 21 estados mais o Distrito Federal já estão confirmados no Rally Piocerá 2019
10/10/2018
Começa o levantamento dos trechos do Rally Piocerá 2019