A equipe do Rally Cerapió 2014 - composta por Zenardo, diretor de prova; Marcio Braz e Marcos Carvalho – concluiu o levantamento da prova de Bike no último final de semana. A competição será uma prova de fogo para os participantes, que terão que pedalar 419km, em quatro dias de muitas aventuras, com terrenos variados, com exigirão muito do atletas. Porém eles serão brindados com um visual de tirar o fôlego, pelo Rota das Emoções, entre os estados do Piauí, Ceará e Maranhão.

A primeira etapa da modalidade terá sua largada oficial na cidade de Caucaia/CE. Município da região metropolitana de Fortaleza, Caucaia é uma denominação de nomenclatura indígena que quer dizer mato queimado ou vinho queimado. Suas praias estão entre as mais frequentadas, como a famosa praia de Cumbuco, com suas amenas e límpidas águas do Atlântico Sul, dunas de areia fixas e móveis, coqueirais, mangues e lagoas naturais que fazem deste lugar um paraíso de beleza indescritível. A largada acontecerá em praça pública no centro de Caucaia e seguirá em deslocamento até chegar a Praia de Cumbuco, onde se dará o inicio do trecho da especial (cronometrado), a prova segue pela faixa de praia passando pelas praias de Pecém e Taíba. No povoado Taíba os atletas deixaram a faixa de praia e seguirão em direção à cidade de Paracuru, cruzando pequenas vilas e povoados por uma estrada de terra esburacada que alterna com calçamento e asfalto. De Paracuru a prova segue para a cidade de Paraipaba por estradas de terra. Após a passagem pela cidade de Paraipaba a prova segue em direção a Praia de Flecheiras, na cidade de Trairi. A cidade de Trairi fica a 130 km de Fortaleza, tem pouco mais de 50.000 habitantes, mas possui três das 10 praias considerada entre as mais bonitas do Ceará uma delas é a “Praia de Flecheiras” onde termina nossa primeira etapa de Bike do Rally Cerapió. Totalizando 125 km, a 1ª etapa será a mais longa das quatro etapas disputadas durante o Rally. “Não é de se esperar uma prova fácil, apesar da região não oferecer diferentes níveis de altitude, pois estaremos sempre pedalando na zona litorânea, o terreno arenoso associado a fortes rachadas de vento e um sol escaldante vão apimentar a disputa pelas melhores posições. Uma etapa muito bonita, onde as belezas cênicas do litoral cearense enchem os olhos de quem as visita”, declara Zenardo Maia.

A 2ª etapa da competição traduz bem uma das características mais marcantes do Rally Cerapió, que é sua diversidade de terrenos e clima durante uma mesma etapa. Depois de concluírem a primeira etapa na zona litorânea, as equipes seguem por mais 300 quilômetros até chegarem para pernoite em Tianguá/CE, situada na Serra da Ibiapaba a mais de 770 metros de altitude. A cidade oferece aos seus visitantes uma temperatura bem diferente das cidades do litoral cearense, com temperatura media anual de 21ºC, a região possui diversas atrações naturais e um clima de constante primavera. O nome “Tianguá” tem origem indígena e significa lugar que sempre aparece água. Após a largada da 1ª especial (trecho cronometrado) do dia em direção a Viçosa/CE os bikers seguem em uma estradinha de terra bem sinuosa passando por pequenas propriedades rurais e um clima muito agradável. “A trilha se transforma à medida que avançamos, a estradinha de terra agora é apenas uma vereda, o clima começa a esquentar, as dificuldades começam aparecer, eis que surge uma descida muito sinuosa, e de uma beleza sem igual que batizamos com o nome de “ Descida do Morcego” pelo fato de que estar localizada no povoado Morcego, com mais de 60 cotovelos, essa descida impressiona e quem não tiver técnica para pilotar sua bike naquelas condições de terreno e inclinação é melhor fazer a descida a pé, empurrando a bike”, conta Zenardo. Outra novidade desta edição do Rally, é que serão duas especiais (trecho cronometrado) na mesma etapa. Funciona mais ou menos assim; o atleta carrega consigo um GPS fornecido pela organização, que está gravando hora, quilometragem, velocidade e coordenada geográfica por onde o atleta está se deslocando, sendo assim toda cronometragem é feita por esse sistema, portanto ao final de cada especial tem-se como saber o tempo exato percorrido pelo atleta em cada trecho cronometrado ou “especial” como é chamado no mundo dos Rally’s. A chegada será simultânea na praça da matriz, das modalidades carros, motos, quadriciculos e bikes.

Na 3ª etapa da prova os atletas partem de Viçosa, se deslocando com suas equipes de apoio por 35 km até o Povoado de Santa Teresina, onde será dada a largada da Especial (trecho cronometrado). A prova começa em um clima bem quente, em uma média de 35º. A trilha começa com um misto de piçarra, pedregulho e barro e segue sertão adentro passando por pequenas vilas e povoados. “É incrível como a vegetação se transforma à medida que avançamos no rally, na 1ª etapa tivemos a Zona Litorânea, na 2ª etapa tivemos Mata Atlântica e agora na 3ª etapa encontramos a caatinga que começa a surgir, isso é que é diversidade de terreno e clima”, afirma o Zenardo. A etapa total terá 105 km e a chegada final será na paradisíaca praia de Barra Grande, município de Cajueiro da Praia (PI).

 Resumo das etapas:

 1° etapa: Caucaia/Ce - Trairi - praia de flexeiras/Ce. Total 125km.

 2° etapa: Tiangua/Ce - Viçosa/Ce Total 77km.

 3° etapa: Viçosa/Ce - Cajueiro da Prai ( Barra Grande)/Pi Total 105km

 4° etapa: Ubarno Santos/Ma - Barreirinha/Ma Total 112km

Total Geral : 419 km pedalados

Total Geral em Deslocamento para as equipes de apoio: 1.100km

A trilha foi levantada por:

Zenardo Maia – Diretor de Prova

Marcio Braz – Coordenador da equipe de Sinalização

Marcos Carvalho – Auxiliar Técnico

Notícias mais recentes

02/11/2018
Cearense de Rally Team vem com 13 veículos para o Rally Piocerá 2019
26/10/2018
Prova de bikes do Rally Piocerá desafia atletas de diversas categorias
23/10/2018
Participantes de 21 estados mais o Distrito Federal já estão confirmados no Rally Piocerá 2019
10/10/2018
Começa o levantamento dos trechos do Rally Piocerá 2019
04/10/2018
Rally Piocerá tem novidades para edição de 2019