» Sua história só será publicada após moderação.

Totalmente acabado. Os olhos já não abriam mais de tanto suor e poeira de 4 dias sofridos, mas ao mesmo tempo empolgantes. Outro ingrediente para os olhos estarem acabados foi chorar muito quando tive a certeza que completaria o Rally e isto aconteceu a cerca de 10 km da chegada, do último dia. Tinha um receio enorme de alguma queda, quebra da bike ou problema muscular impedir que fizesse os 4 dias de prova. Faltando 10 km pensei, agora e só estradão e não caio mais, se a bike quebrar, corro o final e completo. Foi uma emoção enorme e a tensão toda foi aliviada com um choro solitário que nunca irei esquecer. Para mim, estes 10 km finais valeram todo sofrimento, incertezas, dificuldades e esforço físico para competir no Rally Piocera 2015. Agora e curtir o carinho da minha filha e da minha mulher maravilhosa, que me apoiaram incondicionalmente. Mais uma vez também agradeço a todos amigos que a cada curtida/comentário me ajudaram a manter o foco e terminar a prova. Ter uma rede de apoiadores, mesmo a distancia, foi fundamental para a parte psicológica e como já postei anteriormente, este e o principal ingrediente de uma prova por etapas. Um muito obrigado a todos!!!!!!!! Parabens para o Barbosa, Zenardo, Cordão e a todos do staff pela bela prova.

Postado em: 01/02/2015 - Mauricio Cortes

Queria só parabeniza pelas cestas básicas e os óculos de atribuídos ao longo do rally.

Postado em: 31/01/2015 - jorge badsom

após 7 anos de participação no evento, conheci realmente o espirito do RALY, após 5meses de esforço e dedicação com treinamento quase que diário, estava 80% preparado, na primeira etapa de 2012, quebrei meu cambio com 5km (na praia) estava bem na fita, perdi muito tempo pois um problema geraou outro. pensei em desistir, mas veio na cabeça, isso é RALY, e RAY tem isso mesmo, fiz um gambiarra e coloquei macha fixa... completei a etapa da praia com muito esforço, mas tinha que termina a etapa completa, fiz 87km com uma unica macha, duro.... no dia seguinte tive que fazer mais 85km ainda com problemas, (macha fixa), cheguei exausto mais com maior satisfação de fazer parte e completar a segunda fase na 27ª posição... isso foi loucura. .espirito do RALY bateu mais forte...

Postado em: 23/05/2012 - Willamy Brito

A maior aventura da minha vida foi Cerapião que sai de Parnaíba às 03:00 hs da debaixo de chuva, em uma moto para fazer o mapeamento da trilha de bikes. Choveu o dia inteiro e entrou pela noite. E quando cheguei em Caxias MA às 20:00,e ao chegar no hotel meu amigo de viagem passou mal e teve de ir ao hospital, resfriado de tanto chuva que tomou. Foi um sofrimento, mas serve de recordação como um momento de grande adrenalina. Bem, essa foi a minha história! Obrigado!

Postado em: 25/01/2012 - Reginaldo Regiciclo

O DIA QUE SURGIU O PYQ, JA ERA POR VOLTA DAS 01:30 DA MADRUGADA, EU E O CORDÃO ESTAVAMOS CONCLUINDO O MAPA DE APOIO, CANSADOS MAS PERTO DO FIM, QUANDO SURGI O YOSHI "CORDÃO ONDE COLOCO ESTE NOBREAK" MUITO PACIENTE O CORDÃO DIZ "LIGUE NO LOCAL DELE", NESSA AI AMIGOS PENSEI EM SALVAR AS ALTERAÇÕES MAS CAI NO 5 SEG. DE LERDEZA... TARDE DEMAIS TODO O SERVIÇO DE CONCLUSÃO PERDIDO, POIS O YOSHI DELISGO O MICRO AO TENTAR LIGAR O NOBREAK. SO RESTO PARA NOS CANSADOS RIR, KKKKKKKKK AI ENTÃO EU DISSE PARA O CORDÃO "PYQ PADRÃO YOSHI DE QUALIDADE".

Postado em: 27/10/2010 - ANDERSON SOUSA

Faz tempo que provoco-me a esta competição, este ano estou morando em Natal/RN e estou montando uma CL 244 MX para em 2011 fazer bonito. Para 2010 farei uma expedição de teste do veículo para Machu Picchu no Peru. Desejo a todos os participantes uma boa prova com muita adrenalina e responsabilidade. Valeu Turma!!!

Postado em: 25/01/2010 - Neto Viana

Ja faz varios anos que venho querendo participar do Cerapio, assim como do Piocera, mas sempre ocorre um contratempo e la se vai mais um ano. Sou frances, mergulhador profundo desde os anos 80 e atualmente trabalho volta ao mundo em areas de exploracao de petroleo e gas, mas adotei o Brasil e em especial Minas onde atualmente resido em Juiz de Fora, cidade das melhores e mais radicais trilhas desse pais maravilhoso. Bem voltando a historia do Cerapio 2010, apos uma cutucada fatal do meu amigo Adalkto Motoraid, resolvi partir pra sorte e me inscrever, mesmo sem saber se estario por aqui ou quem sabe em algum lugar qualquer do planeta. Enfim tudo ia de acordo com meus planos, quando dia 2 de janeiro recebi um chamado para viajar para Point Noire, no Congo para uma trabalho em alto mar. Pensei comigo....ja era! Bem! nesse exato momento estou a 10000km do Brasil, vou sair daqui dia 21 de janeiro, voar para o Gabao, pegar um voo pra Paris e chego dia 23 no Rio e 25 estarei chegando em Fortaleza. Maravilha....ja vou chegar aquecido e tenho certeza que vai valer a pena. Me aguardem ! La vem o Aquamen Grande abraco a todos Robert (Over 45)

Postado em: 13/01/2010 - Robert Schmitt

Apos um grave acidente em Setembro de 2008, que me custou o Dedão do Pé esquerdo nao poderia ficar fora do Piocera 2009, então com muita dor, e força fui, mais não fiquei bem colocado na Junior, estou treinando forte para em 2010,agora recuperado da contusão não fazer feio,e trazer um troféu para a Equipe Roncadores da Trilha do estado do Pará,nos vemos em 2010 no POdium em PAranaiba !!!!

Postado em: 28/07/2009 - Leonardo Costa

Como uma brincadeira tudo foi acontecendo, nossa equipe formada por Médicos e Empresários da região do cariri colocaram uma imagem do Padre Cicero em cada quadriciclo nosso protetor, acredito eu que foi uma das maiores atrações do Piocerá 2009, quando estavamos chegando em Pedro Segundo uma senhora chegou para mim e me perguntou ei vc pode me dar essa imagem que esta no seu veiculo eu falei qual ela falou essa ai do Santo Antonio, falei para o meu colega de equipe pense numa senhora que entende de santo, ela estava confundindo Padre Cicero com Santo Antonio...

Postado em: 18/07/2009 - Josemir Chefe de Equipe Cariri Motos Juazeiro do Norte

Quando saímos rumo a Fortaleza, já no local do embarque ás 06h00, da manhã, com o Cordão gritando como um desesperado para colocar o comboio na trilha, e pelas caras do malas(fiscais), vi a coisa não sería tão bem como das vezes anteriores, e foi mesmo, primeiro, minha mochila de roupas, ficou na carroceria de S-10, e cob[erta com uma lona se perdeu da gente e fiquei vários dias com a mesma roupa até que encontrei-a na cidade de Sobral, fomos para o hotel e ficamos com o GatoMotors e o Sergio Caddah, O Gato não deixou ninguem dormir, preocupado com as quebras de motos, e quando chegamos a Praia do Futuro, quando me lembro, tenho raiva, encontramos um grupo de fiscais, pilotos mecãnicos, e em volta deles, três moçambicanas, que fizeram um show,sob os olhares complacentes do proprietário, que depois apresentou a todos a conta que as africanas deixaram 500, 00 para atrevidos expectadores.Ningém escapou, e todos pagamos, até mais. aluízio